Pronto a vestir na web – compras do futuro

Os engenheiros britânicos construíram scanners que criam uma imagem tridimensional do corpo, por isso, fazer compras de roupas na internet não vai ser nada diferente de fazer compras em lojas com provadores. Usando essas possibilidades, os clientes serão capazes de experimentar as roupas, em várias lojas mesmo sem sair de casa. Esta tecnologia já é utilizada por várias lojas que já existem. Isso fará com que seja mais fácil para as pessoas procurarem uma peça de roupa adequada e no tamanho correto.

A mais recente ideia dos engenheiros de Londres é usar câmeras de vídeo normais, aquelas que são montadas em laptops ou celulares. A criação dum provador virtual com um espelho virtual deveu-se ao fato de que o mercado de vendas de roupa online era muito menor em comparação com outras indústrias, tais como eletrônica, livros e eletrodomésticos.

Para além disso as roupas compradas em lojas online eram muitas vezes devolvidas, porque as pessoas não eram capazes de experimentá-las. Tanto quanto 60% do vestuário comprado era devolvido às lojas online. Para tirar partido da nova forma de fazer compras, é preciso introduzir a sua altura e enviar uma foto da sua silhueta tirada através de uma câmera web ou smartphone. A partir disto é criado um modelo tridimensional duma pessoa.

Os criadores de vendas virtuais também se permitiam a omitir tamanhos inconsistentes durante as compras. Aqueles que desejam fazer compras em lojas reais também poderão beneficiar da nova tecnologia.

Já se pode experimentar roupa virtualmente em diversas lojas no Reino Unido e os EUA. O espelho virtual não é diferente do normal. Quando uma pessoa compra está à sua frente, o computador faz o download da imagem seleccionada duma peça de roupa a partir do catálogo e adiciona o nosso reflexo.

Portanto, o cliente não precisa de procurar as roupas nas prateleiras, nem se despir nem se vestir. Outros sistemas de provadores virtuais permitem que o comprador escolha os acessórios, como bolsas, óculos de sol e jóias que combinam com o  que a pessoa tem vestido e a sua aparência. Os vendedores prevêm que, apesar destas características, alguns clientes não vão beneficiar disto.

Os mais acostumados à velha forma de fazer compras optarão pelo comércio tradicional e pelos provadores existentes. No entanto para outros, será uma forma de economizar tempo e de bastante divertimento. A maioria das pessoas, especialmente homens, está ansiosa por usar as novas formas de compra.

Deixe um comentário